Professor de Meditação | Psicoterapeuta da Alma & Life Coach | Orador | Escritor | Hipnoterapeuta | Sexualidade Sagrada

11 de janeiro de 2017

Almalogia | Peixes, Capricórnio e Escorpião


» Peixes | Concretização do Amor Próprio e da Verdade
Dotados de uma capacidade natural em se tornarem fiéis aos outros, primeiro do que a si mesmos, os Peixes, poderão ser existências que se esquecem de si mesmas, abdicando muitas vezes de uma vida confortável e tranquila....
Devido à sua capacidade de integração social e emocional natural, encontram muitas vezes como justificação e desculpa para se afastarem de si próprios, as coisas simples da vida - como a lida da casa e pequenos detalhes do dia-a-dia. Talvez uma forma de se voltarem a sintonizar com a sua verdade mais pura e básica, para depois voltarem a emergir do seu centro.
Neste ano, este grupo de pessoas, poderá 'cheirar' e espreitar a possibilidade de um 'deslize' para o despertar. Poderão mais facilmente enxergar a grande tarefa em construir amor por si mesmos e dançar na possibilidade de serem ainda mais autênticos e verdadeiros consigo mesmos e com tudo o que os rodeia.
Se és Peixes, deverás usar a tua estrutura emocional natural para te acolheres a ti mesmo e assim, poderes amar-te verdadeiramente. Ou seja, sempre que sentires amor, compaixão, ligação emocional com qualquer coisa - seja humano, ou algo com animais - direcciona isso para ti e lembra-te que é para ti esse sentimento antes de tudo!

» Escorpião | Concretização da confiança e do desapego
Originais, autênticos e amorosos com a existência.
As pessoas deste signo, poderão desenvolver neste ano, uma grande capacidade de concretizar a confiança por si mesmos e viver com muito mais verdade e autenticidade do que alguma vez viveram. As aprendizagens da vida, as vivências conscientes emocionais pelas quais se revelam 'fiéis guardiões', tornam estas pessoas quase como deuses da 'experiência', pela sua intensa entrega a todas as situações que ocorrem nas suas vidas.
A concretização da confiança neste grupo de pessoas está directamente relacionado com a consciência que estas pessoas tem da sua presença na vida dos mais próximos. A família, os valores dos seus antepassados e crenças, poderão influenciar os escorpiões a trilhar um caminho mais coerente e 'seguro', evitando sempre o confronto com situações que envolvam a sua natureza original - presença pacífica e amorosa.
Para algumas pessoas deste signo, poderão encontrar a clareza que procuravam à muito tempo, e finalmente assumirem ver com os olhos da verdade os seus relacionamentos mais próximos. Tendo em conta a sua fidelidade para com todos, as pessoas deste signo, poderão ter-se esquecido ao longo dos tempos da sua existência do mais importante - a fidelidade para com eles próprios. O apego desenvolvido pelas tais crenças antigas, poderá ter agora os dias contados e permitir às almas deste signo que se concretizem por inteiro - sem rodeios ou véus!

» Capricórnio | Concretização da fé em si mesmo e da liberdade
É muito fácil construir uma crença com as pessoas deste signo.
Agarrados ao mundo material e ao 'fazedor' interno, os capricornianos poderão desenvolver ao longo deste ano, uma capacidade 'novidade' na sua estrutura emocional - flexibilidade no ser, perante situações, em que antes, teriam sido demasiado rígidos.
O próprio dinamismo interno de crença, começará a transformar-se, pois a vida encarregar-se-à de lhes mostrar que afinal tudo é da sua inteira responsabilidade. Se por um lado este grupo de pessoas já o sabe - e isso revela-se pelo facto de serem pessoas trabalhadoras, e existências que alcançam tudo a que se propõem - por outro, estas pessoas sofrem silenciosamente pela 'prisão' associada ao apego que tem pela própria concretização.
Com o passar do tempo, estas pessoas começarão a sentir uma maior abertura para a sua própria expansão livre e naturalmente começarão a colocar a hipótese de que afinal o verdadeiro Deus e poder criador está neles próprios, construindo assim o inicio do caminho para a liberdade!

Questões:
jcaeiro@live.com.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário