Professor de Meditação | Psicoterapeuta da Alma & Life Coach | Orador | Escritor | Hipnoterapeuta | Sexualidade Sagrada

3 de março de 2015

Não tentes desligar a tua mente - desliga-te tu dela!

Segue estes passos:
1º Senta-te, fechas os olhos, sorri tranquilamente
2º Observa a vida a acontecer naturalmente em ti - todas as tuas células, todos os teus orgãos internos sabem exactamente o que fazer a cada instante - sem necessitarem do teu comando consciente.
3º Observa essa inteligência natural a que podes chamar Deus, em ti e lembra-te como essa inteligência existe em todas as formas de vida... no mais pequeno pulsar... 
4º Observa os teus pensamentos - como se estivessem a passar numa faixa contínua, sem paragens - eles estão lá... nada precisas fazer com eles - pois o que estás a observar é resultado da tua existência, tendo por base a experiência, o que viveste até então. Na verdade os pensamentos são parte do mecanismo memória que cria a possibilidade da continuidade da tua existência - como poderia a semente dar flor se no seu registo interno não existisse algo alusivo à sua continuidade?
5º Depois de observar os pensamentos - observa-te a ti a observar os pensamentos. E repara na consciência que estás a alcançar - afinal se observas, existe um observador e algo que é observado - logo, os pensamentos são independentes... tal como a inteligência natural que torna real a vida em ti...

Ao fazeres este exercício pela manhã - durante 10 minutos (coloca o cronómetro - é importante para criares o registo do hábito, a âncora...), irás lentamente assumir e perceber que o que te fazia acreditar que eras o que pensavas e que estavas embrulhado nos pensamentos, era o facto de não te lembrares que, se te referes aos 'pensamentos' como 'eles'... algo 'exterior' a ti.. então és separado deles.

Nada tens a fazer à mente.
Nada tens a acrescentar, a retirar ou apagar.
A verdade é que qualquer coisa que tentes fazer para alterar o seu processamento e a sua existência, apenas estás a baralhar ainda mais (por isso é que é muito importante a conduta da meditação e o discernimento do facilitador em relação a isso - porque se pode correr o risco de se estar apenas a construir camadas ilusórios que nos distanciam mais e cada vez mais da verdade).
Se és e vives graças a essa inteligência divina e sábia natural que habita e é em ti - porque duvidar da sua eficácia, no que respeita ao propósito ou forma de funcionamento do mecanismo 'mente'?

Desligares-te da mente é dares-lhe liberdade para ela fazer o seu papel - ponto!
Tu precisas ser... precisas recarregar o banco de dados com algo novo, que dê lugar a uma continuidade da tua existência mais inteira e feliz.

Como se torna real tudo isto?
- Aproxima-te de pessoas que pensam de acordo com o que pretendes - faz um break com as pessoas que são menos positivas  -escolhe estar com aquelas que são positivismo, alegria e estão de bem com a vida.
- Assume o compromisso contigo mesmo em fazeres uma caminhada com princípio, meio e fim - não faças cursos e actividades apenas porque é moda, segue o teu coração e investe na diferença - o mundo e a própria espiritualidade está tóxica nos dias de hoje - lembra-te que o menos provável e o que te 'bate' mais, nesta altura pode ser o melhor caminho para ti.
- Faz retiros, dedica tempo a ti... a seres apenas o que és - aí encontrarás pessoas que estão a fazer o mesmo e isso faz com que tu acredites que é possível.
- Deixa a teoria e passa à prática - por mais pequena que seja é alguma coisa.
- Se não consegues sozinho, procura um instrutor, uma alma que te possa orientar (mas escolhe alguém que seja livre, verdadeiro e desinteressado do mundo material e financeiro)

Eu estou aqui!
O Curso Psicoterapia da Alma de 3 anos, assenta sobretudo na construção de condições para que possas SER TU MESMO. Acredito que só assim podemos assumir o verdadeiro papel de 'terapeutas'. Terapeutas que serão nada mais nada menos do que almas a co-existirem e a partilharem o que são e a existirem na sua agradável e serena existência - onde não existe o que é 'mais que' ou 'menos que'... porque apenas se É!
Os retiros no Monte da Fonte (Alentejo) ajudam-nos a cimentar a verdade - através da vivência real. São retiros em que tu podes contribuir com o que puderes e ficares inserido numa comunidade que se respeita, ama e VIVE!

Não te queixes mais - quando acabares de ler isto - levanta o rabo da cadeira e fecha o computador. Sai à rua, vai à praia, à serra e está contigo e observa-te em todos os que vais encontrando.

Até já :-)

Contactos: jcaeiro@live.com.pt ou 960059885

Sem comentários:

Enviar um comentário