Professor de Meditação | Psicoterapeuta da Alma & Life Coach | Orador | Escritor | Hipnoterapeuta | Sexualidade Sagrada

13 de janeiro de 2015

Hipnoterapia - Regressão - Terapia Vidas Passadas - Psicoterapia da Alma


Quando iniciei a minha caminhada na entrega à verdade e aos meandros da psique, percebi que estava apenas a dar o primeiro passo para descobrir por detrás daquilo que já considerava verdade, a mais pura da essência do primordial... do que se encontra antes de qualquer tentativa de explicação ou definição.

A Psicoterapia da Alma, como prefiro chamar-lhe - por ter sido um método desenvolvido por mim ao longo de todo este tempo de atendimentos individuais - é uma sessão integrada de todas as possibilidades tendo por base a verdade primordial.

É natural que surjam questões e dúvidas relativamente ao procedimento prático de todo um trabalho que se revela cada vez mais vivencial e natural - mas gostaria de vos lembrar que a base de tudo o que sou e o que me catapultou para este estado de permanência na paz e entrega contínua à verdade, foram e são sem sombra de dúvida, as sessões de Psicoterapia da Alma individuais.

Nestas sessões o paciente é convidado a relaxar, a fechar os olhos e é orientado ao relaxamento de forma a permanecer conscientemente presente e em simultâneo no estado 'deixar ir'... apenas adoptando uma postura de observador.

O meu papel, na ligação à verdade que acredito que sou, é fundamentalmente ajudar o paciente a criar condições para que se torne possível a junção de todas as peças do 'puzzle' que precisam ser encaixadas e organizadas.

O que existe de diferente na minha abordagem?
A grande diferença é eu basear-me na verdade que me assiste e ter sempre em conta que a única intenção ou propósito é mostrar ao paciente a possibilidade de ser livre - mesmo na ligação à própria terapia.
Além de todo o esquema e estrutura que se encontra na base do problema ser desmontado, o paciente tem ainda a possibilidade de aceder à janela que lhe mostrará que tudo está certo e que apenas precisava de se lembrar disso.

Para tratar com as emoções ou mecanismos emocionais recalcados ou que nunca foram despertados para viverem na sua plena liberdade de sentir, precisamos prestar atenção à influência empática natural que, mesmo sem intenção ou sem qualquer propósito de manipular o paciente, se pode encontrar presente e envolvida no momento.

Além disso e se não o aspecto mais importante a ter em conta, precisamos lembrar o paciente e ajudá-lo a entender que tudo o que 'espreite' para além deste tempo, ou passado, está sempre, quer queiramos ou não, associado ao presente... à visão que temos daqui para lá!

Por isso, antes de partir para uma sessão deste género, faço questão de ajudar a pessoa a perceber o método, a abordagem e a possibilidade de um resultado mais inteiro e sóbrio.

Estas sessões ajudam a resolver tudo o que é limitador ou prejudicial para o ser humano.
Ansiedade, fobias, vícios, hábitos e mecanismos associado a relacionamentos... tudo pode ser 'tratado' por esta abordagem.

Agora um detalhe que talvez sirva de farol para a sua decisão - pode realizar quinhentas mil sessões de terapia... pode até alcançar o seu objectivo... mas lembre-se que a verdade só pode ser considerada como real quando é vivenciada.

Se deseja saber mais detalhes sobre esta abordagem e o meu método, hoje e amanhã (20,30h) e sábado (9h » 18h) irei abordar esta temática associado à Meditação.

Lembre-se que o mecanismo de 'salvação' usa o mesmo principio do mecanismo que criou o que o incomoda - a naturalidade, a simples existência naquele determinado momento - se a sessão não for bem conduzida e o seu mecanismo permanecer intocável, pode correr o risco de estar apenas a criar mais um véu... uma capa... que mais tarde ou mais cedo cairá e lhe mostrará que afinal não 'chegou ao fundo da questão'!

Marcações / Informações: SMS - 960059885 ou jcaeiro@live.com.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário