Professor de Meditação | Psicoterapeuta da Alma & Life Coach | Orador | Escritor | Hipnoterapeuta | Sexualidade Sagrada

14 de janeiro de 2015

A Paz Interior é a Lembrança de quem És!


Pára de procurar... pára de tentares fazer algo para alcançar a paz... 
Aquieta-te, sossega a tua vontade de ir mais além do momento, a única condição que te permite dar de caras com a essência da paz. Esquece até actividades que se fazem vender pela paz - nunca a encontrarás na sua essência mais pura, nessas ocupações do ego...
Sim, estarás mais próximo... mas não confundas a naturalidade com a 'naturalidade construída'...

Encontrarás a paz quando te lembrares de quem és. E irás lembrar-te de quem és quando encontrares a paz!
Como alcançar algo que é em simultâneo? Que fazer para experimentar a verdade da existência na sua totalidade?

NADA TENS DE FAZER... NADA TENS A ALCANÇAR...

... simplesmente reconhece e entende a lembrança de que o passado não existe, o futuro também não... a única oportunidade que tens para ser seja o que for é AGORA - ora se ocupas esse agora a tentar ser algo... desvias-te do próprio momento, extinguindo a única possibilidade que tiveste para ser o que pretendes ser...

... portanto sê apenas... consciente da tua presença em ti mesmo... 

... observa-te, descola-te da tua personagem, da tua identidade, porque na verdade nem isso és - isso foi uma história que te ajudaram a criar a teu respeito...
... permanece no estado 'não fazer nada' ou pratica o nada - já reparaste que estás sempre a fazer alguma coisa??... 

Quanto menos fizeres, mais próximo de ti estarás.
Quanto menos fizeres, mais te aproximarás da lembrança de quem realmente és.
Quanto menos fizeres, mais te lembrarás que sempre foste paz, sempre foste amor, sempre foste a origem - porque nunca saíste e nunca abandonaste o que te anima - aquilo que realmente és - VIDA.

Passos que podem ajudar-te a encontrar a paz e a lembrar quem realmente és:

1º Pára
2º Sê o que és - vida e existência natural
3º Observa-te - descolando-te da personagem que criaste a teu respeito
4º Pára - agora aquieta-te ainda mais
5º Pratica o NADA - simplesmente existes
6º Sê o que és
7º Observa-te
8º Pára e sossega ainda mais
9º Pratica o 'não praticar'... sê apenas NADA
10º Sê... simplesmente sê.

Realiza estes passos diariamente e verás ao fim de alguns dias a tua consciência a expandir-se.

Até já
Em amor e paz, na existência divina do Nada que é o Tudo.

JC

Sem comentários:

Enviar um comentário